Saúde Mental e Aromaterapia

Saúde Mental e Aromaterapia

Ter uma data para celebrar a Saúde Mental representa uma grande oportunidade para refletirmos sobre a sua importância e o quanto é necessário desmistificar junto à sociedade os mitos e preconceitos em torno deste tema.

O que você imagina quando lê ou ouve o termo “Saúde Mental”?

Como Assistente Social e Terapeuta Familiar e de Casais, meu Propósito é contribuir para que os indivíduos, as famílias, comunidades possam se relacionar de uma maneira mais harmoniosa e que desta forma possam dialogar mais.

Quando estamos atentos a nossa saúde mental e necessidades conseguimos promover relações mais colaborativas e criar ambientes e relações em que possamos nos sentir mais amparados e amados, onde há espaço para o acolhimento das diferenças e o respeito.

O resultado é uma saúde mental mais preservada para conseguirmos lidar com os desafios próprios da dinâmica da Vida.

Aromaterapia como ferramenta

Na minha experiência e estudos, buscando melhores maneiras para meu autocuidado e cuidado com meus familiares e com a natureza, conheci a Cosmetologia Natural e por meio desta, a Aromaterapia!

E me tornei uma apaixonada por essas descobertas. Mudei meus hábitos e ao utilizar a Aromaterapia, experimento seus excelentes resultados diariamente.

Deixo abaixo 2 dicas de óleos essenciais que você pode usar em casa para seu autocuidado.

Óleo Essencial de Patchouli

Tem ação estimulante do sistema nervoso central, é indicado em casos de depressão nervosa, sonolência fora do comum, falta de ânimo, ansiedade e depressão. Fortalece a auto-estima, a busca por objetivos e sonhos. Traz a sensação de coragem e ousadia.

Modo de usar: coloque no ambiente em que estiver com o auxílio de um difusor de aromas elétrico.

Óleo Essencial de Capim Limão (lemongrass)

Utilizado em tensões e fadiga mental, aliviando dores de cabeça como enxaqueca. Combate o negativismo, a irritabilidade e raiva, para quem tem dificuldade de expor os sentimentos. É associado com algumas propriedades antidepressivas

Modo de usar: coloque no ambiente em que estiver com o auxílio de um difusor de aromas elétrico.

Utilizo os Óleos Essenciais no meu Consultório para criar ambientes de acolhida, relaxamento, foco e calma, enfim. Quando observo que os clientes podem se beneficiar dos seus efeitos, associando-os aos seus tratamentos, lhes indico para que possam experimentar. Tem sido uma maravilhosa experiência!


Importante: nossas indicações neste texto não excluem a necessidade de atendimento profissional especializado. Caso esteja em tratamento, converse com seu médico e terapeuta sobre o uso da aromaterapia como terapia complementar.


para concluir, gostaria de convidar a celebrar que o Sistema Único de Saúde (SUS), através da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), regulamenta e reconhece várias práticas e experiências no cuidado e prevenção de doenças, reconhecendo a eficiência e eficácia. Ampliando assim, o acesso dessas áreas de cuidados aos cidadãos e lhes assegurando como um Direito, podendo assim ser disponibilizadas nas unidades de saúde de todos os municípios do nosso País.

Em 2018, incluiu outras Práticas e Terapias na PNPIC, dentre as quais, está a Aromaterapia, conforme a Portaria nº 702, de 21/03/2018 do Ministério da Saúde:

“Art. 1º Ficam incluídas, na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares - PNPIC, as seguintes práticas: aromaterapia, apiterapia, bioenergética, constelação familiar, cromoterapia, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, medicina antroposófica/antroposofia aplicada à saúde, ozonioterapia, terapia de florais e termalismo social/crenoterapia apresentadas, nos termos do Anexo A.”

Que todos possamos reconhecer que podemos Viver bem e Melhor, que podemos nos cuidar e cuidar de quem está próximo a nós com Amor e respeito, pois cada Vida importa!

Autora

Autora